Boas novas! O verão de 2019 vem quente para reinventar a moda, desmistificando algumas padronagens como a estampa de cobra, que por muito tempo levou fama de "perua". Animal print é uma têndencia e agora é a vez dos répteis serem protagonistas. Às vezes ela vem assim, mansinha, nos mínimos detalhes, outras dá o bote num look completo! Uma coisa é certa, esta estampa vem com força total. Renda-se aos encantos da serpente!

Broadway, Times Square, Portas do Marais.Alessa fotografou tudo e transformou em prints na coleção “Paris-NY-Rio”.  Artsy, incorporou a Marilyn de Andy Warhol. O lançamento neste sábado, a partir das 18h no Fashion Mall, tem peças com estampas urbanas e duas novidades: o sorteio dos batons Face It Natural, feitos sem química em Milão, e o Bisoux, app, moeda e vitrine virtual onde você encontra descontos exclusivos

Eles levam mais de 500 anos para se decompor: os canudos de plástico, aparentemente inofensivos, tornaram-se um grande problema ecológico. Estima-se que 90% dos animais marinhos já tenham ingerido plástico e, em média, são descartados 500 milhões de canudos plásticos por dia! No Legislativo, as mudanças começam a acontecer e o mercado também tem se ajustado! A Zerezes, prestigiada pelos seus óculos de madeira reciclada, recolherá um milhão de canudos plásticos para a fabricação de armações. Quer mais notícia boa? Já é possível encontrar alternativas ao canudinho de plástico! São diversas opções: de papel, aço inox, bambu e até comestíveis! 

Delicadas estampas equestres sobre longos de seda contaram no Jockey a história da coleção Haras do inverno 2017 de Bianca Gibbon. O desfile marcou na Tribuna B a estreia de uma marca que criou peças inspiradas no universo da montaria, um tema nobre e bem explorado na moda. O resultado agradou com amazonas urbanas em slip dresses com interferência do couro ou em ternos desestruturados e longos de veludo cereja e preto. Roupas que surgem como tudo em Bianca Gibbon da pesquisa misturada com experiências reais.

Tudo pode acontecer quando uma menininha cresce dentro do laboratório da mãe, uma bióloga molecular. Apaixonada desde pequena pelo mundo da ciência, Holly Renee levou para a moda seu tema preferido. Depois de se formar em design de moda na Academy of Art University of San Francisco, abriu a Shenova, uma marca especializada em vestidos para as poderosas mulheres que trabalham com ciência, tecnologia, engenharia e matemática.

Victor Dzenk sabe estimular a midia. Deixou os jornalistas ligados na chegada de Preta Gil, que foi ao espaço do estilista no salão de negócios do Minas Trend prestigiar sua coleção cápsula. Manteve até o final o suspense se ela iria ou não desfilar. E no final deu o que a plateia desejava: Preta Gil na passarela, defendendo a imagem da mulher real e cantando "Eu quero você quer".

Um iluminado coração de neon e várias outras surpresas acolherão quem quiser torcer na Copa do Mundo 2018 nos quartos especialmente decorados do Sofitel RJ, da AccorHotels. Assinado pela Cité Arquitetura, o projeto foi batizado de "Haja Coração!" e lançado com a presença do ex-jogador Raí, embaixador da Le Club AccorHotels. 

Bordados, fitas, pedrarias, cristais e paetês falaram sobre a Tailândia sobre índigo, linho e tule. Elefantes ilustraram com leveza a coleção de Leticia Manzan, uma boa surpresa no Minas Trend do verão 2018. O fio condutor da história foi o jeans estonado da Canatiba, que encontrou uma harmoniosa companhia do off white, palha, rosê, pink e do laranja. Uma alfaiataria zen vestiu as modelos, que desfilaram em calças e quimonos inspirados no lifestyle asiático

Nada como um poeta falando de outro. Michael Roberts, artista e editor de moda, dirigiu o documentário "O garoto que fazia sapatos para lagartos" sobre Manolo Blahnik. Acaba de entrar no Netflix. É o máximo! A começar pelas ilustrações de Michael, que brincam com muito humor com a técnica da colagem. A história de amor entre Blahnik e os sapatos começa na infância, quando ele fazia sapatos para os lagartos do jardim de sua casa em Santa Cruz de la Palma, nas Canárias.

Da tecnologia para a moda. Assim surgiu a Unity Seven, que ilustrou bem sua origem no vestido bordado com 800 pontos de LED que iluminou a passarela. Fundada há pouco mais de dois anos pelo programador Eduardo Mendes, quando este tinha 20 anos, a marca começou vendendo pela internet e participou do concurso de novos talentos Ready to Go. A estreia aconteceu com uma moda festa minimalista, na contramão do decorativo, mais identificado com o estilo de Minas Gerais

Receba nossa Newsletter!

 
amandas_heloisa_marra5.png