Heloisa Marra
: Heloisa Marra

O menino do Rio trocou o Havaí pela Bahia, sonha com os melhores dias do Arpoador ligando seu Wi-Fi numa onda única, de Bali a Califórnia. Está mais alongado, fazendo menos musculação e mais ioga, alma e corpo em sintonia slim com o shape da Foxton. À frente da marca, comprada ano passado pelo grupo Soma, os fundadores Rodrigo Ribeiro e Marcella Mendes têm um desafio: democratizar o estilo sem perder a identidade.

No instagram da Foxton, clientes impacientes perguntam: "quando vão abrir loja em São Paulo?". Os planos são muitos e ambiciosos. A marca, segundo Marcella, que antes comercializava 200 itens, agora tem em sua coleção de verão _ a primeira dentro do grupo, que abriga Farm, Animale, Fyi e A.Brand e Fábula _, 600 itens.

ambienteestudio

O objetivo desta coleção, que está chegando agora em julho às cinco lojas no Rio de Janeiro, é estampar o público masculino. O e-commerce foi lançado no início do ano, e o próximo passo é abrir duas lojas em São Paulo e algumas outras pelo Brasil. No grupo, a Foxton surge como uma versão masculina da Farm, com criações e pontos de venda independentes, sob a direção criativa de Rodrigo e Marcella.

estudiofoxton

 

Farm e Foxton juntas em evento nas Olimpíadas

O primeiro evento Farm Foxton acontece nas Olimpíadas, de 21 de julho a 22 de agosto, no Instituto Europeu do Design, quando as duas marcas ocuparão o prédio inteiro com uma série de ações. Outro projeto interessante, que já rendeu seus primeiros frutos foi o Foxton & Amigos, que lança 
novos designers, fotógrafos, ilustradores, artistas e estilistas.

Os amigos da marca ganham espaço

O primeiro deles foi um gringo, o ilustrador Arswandaru, que mora em Jakarta, na Indonésia. As camisetas ilustradas por ele, como vocês podem ver, fazem um retrato incrível de três temas: Rio de Janeiro, Olimpíadas e Surfe.

ilustrador

"O varejo é muito cansado. Não adianta fazer uma enxurrada de coisas que não tenha profundidade por isso estamos fazendo o Foxton & Amigos. Pode ser gente do Brasil e de fora", justifica Rodrigo.

'O homem quer conforto com shape'

No novo atelier da Foxton em São Cristóvão, o clima é descontraído mas intenso. A palavra design, no móbile, balança sobre as cabeças criativas, que têm trabalhado muito, com precisão matemática, para desenvolver a forma ideal. "
O homem quer conforto com shape", afirma Rodrigo.

campeã

"Nosso shape é mais slim. Boca no máximo 18, abertura de coxa 28. Na Europa, a boca é 17. Se você compra na Europa uma calça slim na APC, a boca é 16,5, mas o brasileiro tem perna grossa, tem batata. Tivemos o cuidado de traduzir para a nossa realidade", afirma Rodrigo, que começou a sonhar com sua marca própria aos 17 anos, quando morou na Califórnia.

Escola: quatro anos de Babilônia Feira Hype

Filho de artista plástica, pai surfista, ele tirou o nome Foxton de uma praia na Nova Zelândia, onde passou um tempo estudando. O produto começou a ser reconhecido em quatro anos de Babilônia Feira Hype.

A primeira loja era escondida mas concorrida, vendendo para público final num prédio de atacado em Ipanema, onde foi descoberta por acaso pelo primeiro investidor. Com o investimento, a Foxton ganhou corpo, espaço com projeto de Bel Lobo, logotipo de Márcia Cabral e vitrine no espaço nobre da Garcia D'Ávila.

modafoxton
modafoxton

"Eu morei na Califórnia mas na modelagem trabalhamos muito a visão Europeia", explica Rodrigo. "Estivemos há pouco tempo em Estocolmo. Observamos como um bom corte, o refinameno de gola, de pé de gola fazem a diferença. Com a Foxton, uma marca carioca que é solar, tem cor, estampa, esse refinamento é fundamental. As marcas não têm essa visão e esse cuidado. O público da Foxton está seco, ele joga bola, pega onda, não é marombado".

Os paradigmas do universo masculino estão mudando

"A gente vai testando, encurtando, vendo se pode colocar um short com elástico com cara de vintage", diz Marcella, orgulhosa, mostrando a peça líder de venda, uma bermuda de moletom de alfaiataria floral. A cor foi o primeiro diferencial da Foxton. "Era uma forma de nos destacarmos na Babilônia Feira Hype", observa Marcella. "Hoje trabalhamos muito a cor num fundo básico", diz Rodrigo, para quem vários paradigmas do universo masculino estão mudando.

Não é mais a mulher que decide

"Dizia-se que 70% da compra masculina era decidida pela mulher", continua Rodrigo. "Hoje a juventude já não é mais assim. Ninguém mais tem tempo. A mulher pode decidir num momento mas não é mais ela que compra". Para Rodrigo, 70% das cores masculinhas estão pautadas em marinho, preto, branco e cinza chumbo.

"Trabalhamos em cima delas mas isso também vem caindo. O homem está mais aberto a experimentar uma cor nova. Meu pai diz que na época dele era o vermelho que o homem não usava. Depois passou a ser o rosa. Hoje existe mais liberdade mas no momento a Foxton está numa onda mais sóbria".

Inverno e a descoberta de Portugal

"Estamos apostando na estamparia, extravagante ou minimalista", conta Marcella. "E para isso acontecer temos que equilibrar com o básico". Rodrigo já está empolgado com a coleção de inverno. "V
oltamos de uma pesquisa de Portugal, que foi muito bacana. Chegamos em Lisboa e ficamos encantados com a nossa origem, como ela surge dali, como tudo faz sentido. Todo brasileiro deve ir a Portugal para entender sua origem. De Portugal saímos para descobrir as riquezas do oriente até chegar ao Brasil", conta Rodrigo, que promete jeans bordados, bombers e túnicas inspiradas no oriente.

inspiração

'As marcas masculinas ficam em cima do muro'

Para Rodrigo, o desafio agora é expandir sem abrir mão do público fiel. "
Temos um cliente bacana que não podemos perder. Hoje atingimos homens que sentem dificuldade de consumir no mercado brasileiro, onde não encontram muita informação. As marcas masculinas têm muito medo e ficam em cima do muro. Não têm coragem de oferecer mais. E a Foxton sempre foi muito destemida. É tudo muito careta. A gente acha que as pessoas não estão preparadas para receber a novidade e no fundo é isso que elas querem. Querem ser surpreendidas. E as marcas masculinas têm medo de oferecer esse a mais".

Design Bar para deixar o homem mais à vontade

"A gente está num novo momento de expansão", afirma Rodrigo, que anuncia uma nova Foxton no Shopping Leblon e na reformulação do projeto arquitetônico da rede, uma novidade: o Design Bar. "Pra deixar o homem à vontade durante muito tempo dentro da loja não é tão fácil como a mulher, que se encanta por cada produto que vê. Estamos fazendo um Design Bar no Rio Design Barra. Vai ter xampu para homem, parafina, Wifi".





 

 


Receba nossa Newsletter!

 
amandas_heloisa_marra.png