Maldita a hora que baixei este aplicativo Bisoux. Virou tentação, dependência, referência. Agora, sempre que preciso comprar um presente e até ir ao cabelereiro corro para o Bisoux. Num momento em que todo mundo fala de consumo inteligente, é lá que encontro qualidade, estilo e desconto. Com muitas vantagens: além de descontos em produtos interessantes, ganho pontos que não expiram.

A mudança de estação traz novos modismos e novidades. Mesmo quem diz não ser muito ligado em tendências acaba se dando conta do que promete ser o hit do momento de tanto ver as mesmas propostas em vitrines, blogs e revistas. Já reparou como as diversas plataformas de informação ganharam tom vermelho com a chegada da primavera? A cor veio para marcar presença ao longo do próximo ano.

Vida saudável e humanizada, espiritualidade, meditação, alimentação sustentável e consumo consciente são os assuntos do momento. Ao traduzir todos esses desejos, a moda se cobre de tons terrosos. A cartela, que vai do nude ao marrom escuro, se inspira no conforto e na suavidade. Tudo o que buscamos na correria dos dias...

Meditação, oração, despacho na encruzilhada, medalha milagrosa, fé. Coachers, gurus e místicos, que me perdoem mas não tem nada mais poderoso do que um belo anel no dedo indicador. Da madrasta da Branca de Neve a Angelina Jolie (nossa eterna Malévola), não há feitiço, mal olhado e quebranto que resista ao elegante e voluntarioso dedinho.

Na onda vintage do momento, borogodó é uma palavra que deixa qualquer outra no chinelo. Não tem trendy, fashion, mitou ou lacrou que tire o borogodó do borogodó. Se você não consegue definir a beleza, o charme e o estilo de algo ou alguém, basta dizer que tem borogodó. E é isso que o borogodó tem de interessante, democrático e subjetivo. Não é uma unanimidade mas algo muito pessoal e intransferível, sem obedecer a qualquer padrão.

Das gerações mais antigas até os millennials, todos reconhecem o símbolo de paz e amor. Mas você sabe a história desse desenho? Ele representa o movimento criado no final dos anos 50 na Inglaterra pelo Desarmamento Nuclear. Foi adotado pelo movimento Hippie, que nos anos 60 escolheram um modo de vida comunitário vivendo em comunhão com a natureza. 

Flores, sempre flores.... toda mulher se rende à beleza e ao perfume delas. Tem sempre uma para combinar até mesmo com a personalidade mais exigente. A estampa floral já é um clássico da primavera-verão mas vale aproveitar o ano todo. Quando usada de forma criativa e que combine com seu estilo é cativante. Tudo depende do seu desejo.

Não é complexo de Peter Pan, mas quando crescemos esquecemos de brincar. Quem não leu as histórias de Alceia e Memeia sentindo o sabor da torta de amoras colhidas na floresta? Pela nova ortografia, os nomes perderam os acentos mas a dupla continua a mesma. Os sapatinhos da Minnie são uma graça mas sempre sonhei com aqueles da Dorothy em “O Mágico de Oz”. Brincar é preciso, assim como navegar e sonhar.

Flat, a palavra tomou conta do nosso jeito de andar. Planas, rasteiras, as flats dão aos pés uma segurança incrível nesse mundo cheio de armadilhas, que vão dos buracos nas calçadas a golpe de tudo quanto é tipo. As flats fazem você seguir o conselho de Dona Ivone Lara e pisar nesse chão devagarinho.

Segundo o dicionário o conforto é tudo aquilo que constitui o bem estar. E não é isso que procuramos o tempo todo? É comum, principalmente agora, ouvir: saia da zona de conforto! É aí que temos mais vontade de nos sentirmos abraçados, aconchegados, aninhados. Como ninguém é de ferro, fizemos uma seleção de produtos que unem beleza, estilo, prazer e conforto para ajudar você a sair da zona de conforto e encarar a vida lá fora. 

Receba nossa Newsletter!

 
amandas_heloisa_marra2.png